A Criação

Nasci em Salto(onde consigo minhas inspirações), produzo peças desde 2009, quando decidi me dedicar a esse dom.
Pinto e bordo desde criança, quando me interessei pelo patchwork, descobri que podia reproduzir qualquer imagem, desde buscas na internet a um quadro de Tarsila do Amaral.

Inventar, inovar! Isso me fez sentir bem e não parei mais.

Faço todos os cursos relacionados a esse trabalho pra me aperfeiçoar cada vez mais. Os trabalhos ficam diferenciados, não só por minha criatividade, os meus clientes tabém tem sua parte de contribuição na minha criação, dando me material com sua idéia, sugestão, até com seu estilo e presença.

Não gosto de fazer peças iguais, assim, elas são sempre únicas!

4 de abr de 2011

Chita

Chita é um tecido de algodão com estampas de cores fortes, geralmente florais, e tramas simples. As estamparia é feita sobre o tecido conhecido como morim. Uma estampa característica de chita sobre outro suporte que não seja morim não é chita.
As características principais são: cores primárias e secundárias em massas chapadas que cobrem totalmente a trama, tons vivos, grafite delineando os desenhos, e a predominância de uma cor. As cores intensas servem, não só para embelezar o tecido, mas também para disfarçar suas irregularidades, como eventuais aberturas e imperfeições.
O nome chita vem do sânscrito chintz  e surgiu na Índia medieval e conquistou europeus, antes de se popularizar no Brasil.

17 de fev de 2011

História do Patchwork

Muita História Para Contar Nos primórdios, a idéia era reciclar tecidos e, a partir deles, criar novas peças para compor o enxoval da casa ou incrementar as roupas. Agora, os trabalhos com retalhos evoluíram e ganharam status de arte. O Que é?O nome vem da união de:

- Patch: peça (de tecido, etc) sobreposta, remendo.                                                                     
- Work: Trabalho, obra.                                                                                                              
  Ou seja, tecido ou trabalho feito de retalhos coloridos com vários padrões e formas costuradas.                                                                                                                                         Curiosidades                                                                                                                             

Com a Guerra de Independência nos Estados Unidos (1775-1783), a situação econômica e a conseqüente escassez de produtos provocaram o crescimenteo do uso da técnica, principalmente na produção de enxovais. Foi quando surgiu o tradicional double wedding ring (anéis de matrimônio), um Quilt que formava anéis entrelaçados e era oferecido como presente aos noivos.

A técnica de unir partes de tecidos chegou ao Brasil colonial e imperial pelas mãos dos escravos, que usavam roupas velhas e retalhos das vestes dos senhores para fazer peças de vestuário e cobertas.

Assim como na Europa, nosso antigos Patchworks eram apenas resultado da junção de pedaços de pano. Com sutis diferenças usavam-se pequenos circulos como molde e, no avesso, o tecido era fechado com um franzido delicado, resultando em verdadeiras "medalhinhas" - os fuxicos -, que carregavam (e carregavam) todo o trabalho e a rica expressão da cultura afro em nosso país (com suas cores, o uso de tecidos leves e o delicado acabamento). Não sem motivo, os fuxicos invadiram as casas dos senhores alegrando-as com colchas, cortinas, tapetes...

Hoje o fuxico brasileiro vive seu auge, ganhou variações em seda, veludo, lona, estampas ultracoloridas, além de pedrarias, miçangas e paetês. Está nas roupas assinadas por estilistas e Designers , nas vitrines nacionais e internacionais. As "rodelinhas de pano", exclusivas da cidades do interior, especialidades do interiror, especialmente do Nordeste, contagiaram, com sua leveza e alegria, universos fdiversificados do artesanato urbano. De diferentes tipos, há fuxicos até de bico, quando saem do redondo para o triangular e mantêm a graça e o estilo repleto de core e ousadia.

Tendências


Os trabalhos com retalhos ganham força especial a partir do lançamento de tecidos com motivos focados em ocasiões e estilos de trabalho. Além disso, máquinas domésticas, próprias para quem faz patchowk e quilt, prometem chamar a atenção dos mais antenados.

Uma forte tendência é a complementação das peças com bordados sobre o tecido - as famosasa aplicações. Para acelerar o trabalho, os paliques podem ser fixados com películas termocolantes.

Com artes de hippies, a moda ganha um ar muito descontraído com o toque da união de retalhos. Em 2006, as vitrines, com certeza, vão expor saias, coletes e camisas com tecidos variados.

26 de jan de 2011

O momento da criação do artista é sempre em completa solidão mas o meu momento é sempre acompanhado da natureza

Crio inspirada no mesmo lugar onde volto para fotografar as peças de minha criação....

Inspiração é o que não falta para mim...............

Complexo Turístico Cachoeira em Salto..................Lindo ..........

Criações 2011

A Frente e o verso do Vestido Boneca.




Minhas árvores, borboletas e joaninha....





 A Obra de Arte que sai da parede dos grandes museus para a sua camiseta...........


Resultado de minhas buscas na internet.





Viver de arte no Brasil é conhecer o caminho das pedras.
Mas nós conhecemos o caminhos das pedras......e não sabemos viver sem a arte de criar!


19 de jan de 2011

Algumas das minhas criações em 2010


Olá!!! Quero mostrar esta bolsa que fiz, para a Magali presentear a filha Marina.
Elas amaram...


Já fiz várias bolsas diferentes e muitas camisetas, agora estou fazendo uns vestidos e saias.

Vou postar as fotos que tenho e assim que as novas peças estiverem prontas posto também.